“Entregar a privados a recolha de lixo só pode resultar numa degradação do serviço prestado”

José Luís Araújo e Paulo Costa

Em Conferência de Imprensa, o Bloco de Esquerda de V. N. de Famalicão manifestou a sua oposição à intenção da Câmara Municipal entregar a privados o serviço de recolha de resíduos sólidos urbanos.

Para Paulo Costa, deputado municipal do BE, a anunciada redução dos custos para o município só pode resultar numa degradação do serviço prestado, nomeadamente com menor frequência de recolhas.

Outra preocupação do BE prende-se com situação laboral dos trabalhadores que irão efetuar o serviço por privados, uma vez que para reduzir custos e ainda obter lucros, certamente a empresa vencedora irá optar por uma situação de precariedade laboral que irá piorar ainda mais a situação social da região.

Ler mais

Paulo Costa é o cabeça de lista à Assembleia Municipal

Paulo CostaO Bloco de Esquerda apresentou Paulo Costa como seu cabeça de lista à Assembleia Municipal de V. N de Famalicão. Paulo Costa é dirigente concelhio do BE, tem uma larga atividade cultural e é neste momento membro dos corpos sociais do Cine Clube de Joane.

Na sua apresentação Paulo Costa prometeu continuar a sua intervenção, no seguimento daquilo que tem sido a postura dos atuais deputados municipais do BE naquele órgão.

O candidato salientou ainda que vai virar a sua acção para que os cidadãos famalicenses tenham intervenção e participação na vida democrática do concelho, defendendo para isso a alteração ao regimento para que os cidadãos possam intervir antes do inicio da Ordem de Trabalhos da Assembleia Municipal.

Ler mais

José Luís Araújo considera preocupante o desprezo da Câmara pela Assembleia Municipal

José Luís Araújo

Numa breve análise daquilo que foram estes 4 anos de mandato da Assembleia Municipal, o deputado José Luís Araújo interveio na sessão da passada sexta feira dia 21, sobre a relação entre a Câmara Municipal e a Assembleia Municipal.

Efetivamente, no seguimento daquilo que tinha sido a postura da Câmara Municipal em mandatos anteriores, neste mandato, esta continuou a demonstrar um  preocupante desprezo pelas deliberações daquele que é o órgão mais representativo dos famalicenses.

O deputado, admitindo que a Câmara não é obrigada a cumprir exatamente todas as  recomendações, entende que quando esta as ignora, está a desprezar o importante papel da Assembleia Municipal, o trabalho de deputados e deputadas e em última instância está a  desprezar os próprios famalicenses.

Ler mais

Intervenção na discussão e votação do relatório de contas e gestão de 2012 na Assembleia Municipal

Boa noite a todas e a todos.

O facto de maior destaque deste relatório de contas e de gestão referente ao ano de 2012 é, sem dúvida, a existência de um saldo positivo de mais de 5 milhões de euros.

Numa entrevista recente, o sr. Presidente da Câmara afirmou que tem gerido esta Câmara como se de uma empresa se tratasse.

Só que, uma empresa tem como objetivo a obtenção de lucro, enquanto uma autarquia tem (ou deveria ter) como objetivo a prestação dos melhores serviços públicos a todos os munícipes ao menor custo possível.

Ler mais