Intervenção nos 40 anos do 25 de abril.

Sessão Solene da Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão

 

Ex.mo Senhor Presidente da Assembleia Municipal

Ex.mo senhor Presidente da Câmara Municipal

Demais entidades aqui representadas

Minhas senhoras e meus senhores.

 

Passados 40 anos do 25 de Abril de 74, estamos hoje de novo perante a necessidade de uma nova revolução. Literalmente!

A possibilidade de hoje estarmos aqui a falar livremente é das poucas conquistas de abril que ainda vai resistindo, quase todas as outras têm vindo a ser sistematicamente atacadas.

Os sacrifícios impostos à maioria da população portuguesa, durante 3 anos, resultaram apenas num empobrecimento generalizado, no crescimento da pobreza e da miséria mesmo em quem ainda tem emprego, resultante de um brutal aumento de impostos sobre o trabalho e sobre as pensões de quem trabalhou uma vida inteira. Assistimos à destruição do Estado Social, garante da igualdade de oportunidades e de direitos para todos, para entregar aos interesses privados os serviços de que toda a população precisa, como é exemplo flagrante o esvaziamento dos serviços públicos de saúde de proximidade e a destruição do Serviço Nacional de Saúde. Acontece o mesmo com a Justiça e com a Escola Pública.

Ler mais

Candidatura à coordenação do BE Famalicão

Tenho a honra de encabeçar a lista de unidade concorrente às Eleições para a coordenadora concelhia do Bloco de Esquerda de Vila Nova de Famalicão, que se realizam no próximo sábado, dia 26. É uma equipa jovem e renovada mas que mantém a experiência política acumulada nos últimos anos. Sob o lema: Um novo ciclo na … Ler mais

BE exige amplo debate sobre a nova linha de muito alta tensão.

O Bloco de Esquerda de Vila Nova de Famalicão convocou para uma conferência de imprensa a comunicação social famalicense, esta segunda-feira, para transmitir que é sua intenção exigir que a Câmara Municipal promova um amplo debate público sobre a construção dessa nova linha de muito alta tensão.

A referida linha tem ligação internacional que provém da Galiza e irá terminar numa subestação a construir na freguesia de Fradelos, estando previsto passar a mesma por Gondifelos. Também as freguesias famalicenses de Ribeirão e Vilarinho das Cambas estão abrangidas pela área de estudo deste projeto.

Tendo em conta que o prazo de consulta pública termina no próximo dia 27 do corrente mês de fevereiro, quinta-feira, sem que a Câmara Municipal tenha tomado qualquer posição ou sequer tivesse enviado o assunto à Assembleia Municipal para discussão, o BE entende ser de exigir que a

Ler mais

Quantos pobres nos custa um rico?

Tivemos por estes dias a confirmação de que nestes últimos anos aumentou o número de milionários em Portugal e também aumentou o valor das suas fortunas.

Esta até poderia ser uma boa notícia se isso representasse uma evolução na riqueza do país e dos portugueses, no entanto isso acontece precisamente pela razão inversa. Com o aumento de alguns milionários, aumenta também exponencialmente o número de pobres e de pessoas na miséria.

Eis a triste realidade do país que temos. Como escreveu Mia Couto “A maior desgraça de uma nação pobre é que em vez de produzir riqueza, produz ricos.”

Ler mais